27 jan

O site da FEI está de visual novo!

Novo Site_Linkedin

No último dia 23 de abril, segunda-feira, o Centro Universitário FEI inaugurou seu novo site, com novo visual e muito mais fácil de navegar! Intuitivo e adaptado para todas as plataformas, no novo formato é possível localizar facilmente as informações, arquivos e notícias, além do Portais do Aluno e do Professor, que ganharam acesso rápido e exclusivo na parte superior de todas as páginas do site.

Todas as mudanças e evoluções do antigo Portal para o novo foram estrategicamente pensadas para melhor atender as necessidades de alunos, professores, funcionários e público de interesse da FEI, como candidatos ao Vestibular, ex-alunos e parceiros. Clique aqui, acesse e conheça todas essas novidades!

Vestiba

Lembrando que as inscrições para o Vestibular do Meio do Ano estão abertas. São vagas para Administração, Ciência da Computação e 8 áreas da Engenharia. Clique aqui e faça a sua inscrição!

27 jan

Mestrado e Doutorado aumentam a média salarial, diz estudo.

Muitas dúvidas vêm à tona no momento de escolher uma pós-graduação: qual é o retorno sobre o investimento feito? Qual será a melhor área? Após concluir a graduação devo esperar quanto tempo para fazer uma pós-graduação?

Há algumas semanas, aqui no Blog da FEI, escrevemos as principais características e vantagens que uma pós-graduação pode trazer, especialmente no âmbito da empregabilidade. Leia clicando aqui.

3 pos

Recentemente, o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) publicou um estudo chamado “Mestre e Doutores”, no qual foram analisados dados salariais para profissionais de nível Mestrado e Doutorado.

Segundo o CGEE*, profissionais com mestrado podem ganhar até quatro vezes mais que a média dos trabalhadores graduados, enquanto profissionais com doutorado podem ganhar até seis vezes mais. Um apontamento muito interessante do estudo é o crescimento na oferta de cursos de mestrado e doutorado no País: cerca de 210%. No entanto, quando comparado a nível internacional, o número de mestres e doutores brasileiros é abaixo da média.

2 pos

Uma boa justificativa para esse dado pode ser a cultura de pensamento no Brasil, de que quem cursa mestrado e/ou doutorado são profissionais que têm vontade de seguir na carreira acadêmica. No entanto, eles não têm somente essa opção.

O coordenador do Mestrado em Engenharia Mecânica da FEI, Prof. Dr. Rodrigo Magnabosco, comenta: “Em países desenvolvidos, a grande maioria de mestres e doutores são absorvidos pelo setor produtivo, e a minoria permanece na Academia”.

Para a vice-reitora de Extensão e Atividades Comunitárias da FEI, Profª Drª Rivana Marino, atuar como mestre doutor em empresas pode trazer novas perspectivas: “Hoje, muitas empresas buscam profissionais com esse tipo de formação, já que são capazes de atuar no desenvolvimento de pesquisas inovadoras e aplica-las em produtos ou serviços”.

4 pos

Como sempre destacamos, um grande diferencial ao cursar uma pós-graduação está na instituição escolhida. Para evoluir na carreira é preciso se capacitar em uma escola que esteja conectada com as megatendências do mercado de trabalho e as mudanças que vão moldar a sociedade nas próximas décadas. Em 2017, o curso de Mestrado e Doutorado em Administração da FEI recebeu nota 5 na Capes, avaliação que assegura a qualidade dos cursos de pós-graduação no País. Veja o vídeo abaixo:

Trabalhando a Plataforma de Inovação há dois anos, o foco do Centro Universitário FEI é, justamente, colocar o seu aluno como protagonista de seu próprio aprendizado. Invista em sua carreira! As inscrições para os cursos de pós-graduação da FEI se encerram nesta quarta-feira, 28 de novembro. Clique aqui e saiba mais.

FEI-POS2018-LKD-01GENERICO

Até o próximo post 😉

*Fonte: site oficial CGEE
27 jan

FEI na FEIMEC 2018

6

Promover um ensino de qualidade, alinhado às demandas do mercado de trabalho, só é possível porque a FEI está constantemente atualizada com as mudanças do setor, inovações e tendências. Além das pesquisas e estudos realizados na Instituição, é preciso que professores e alunos sejam levados além do campus, tendo contato real com a indústria e todo o cenário mundial que fazem parte do cotidiano de profissionais da área.

A FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equpamentos, reuniu entre os dias 24 e 28 de abril, grandes marcas da indústria e suas inovações, conceitos e, principalmente, tendências para as próximas décadas. Sempre atenta, a FEI marcou presença no evento promovendo um diálogo entre alunos, professores e todos os profissionais presentes.

Em uma área chamada “Parque de Ideias”, um estande da FEI foi montado para apresentação de alguns trabalhos desenvolvidos por alunos e, também palestras com professores. Uma via de mão dupla que condiz totalmente com o DNA do Centro Universitário FEI desde sua criação: apoiar o desenvolvimento tecnológico e ser referência no País.

2

Em entrevista, o professor do curso de Engenharia de Produção da FEI, Alexandre Massote, comentou: “A FEI surgiu justamente para dar apoio ao desenvolvimento industrial, principalmente do Estado de São Paulo. Essa feira é uma ótima oportunidade para a FEI, de cada vez mais ficar perto dessas empresas. Os alunos serão futuros Engenheiros que trabalharão para as pessoas que estão expondo aqui”.

A todos que passavam pelo estande, uma curiosidade em comum: o veículo Fórmula FEI. Projetado por alunos de diversas Engenharias, como mecânica e elétrica, os estudantes levaram os dois modelos de carros que competem em níveis nacional e internacional. O primeiro apresentado foi o Fórmula Combustão, que para 2018 traz a injeção programável como novidade, além de muitas outras. E também o Fórmula Elétrico, que está alinhado a grande tendência dos veículos movidos à bateria. Um ponto interessante na exposição de projetos de alunos foi o Projeto SAMPE, da Engenharia de Materiais. O objetivo deste trabalho é construir pontes com um material leve, mas que suporta grandes pesos. Esse material foi utilizado no Design do veículo Fórmula, como estratégia para garantir uma melhor performance de velocidade no carro.

1

Enquanto os alunos trocavam conhecimentos com os visitantes, os professores palestravam para o público sobre o papel da FEI no desenvolvimento tecnológico do País. O professor Flavio Tonidanel, coordenador do curso de Ciência da Computação da FEI, apresentou sobre o futuro dos robôs inteligentes e como eles já são realidade no dia a dia de muitas pessoas. Os professores Fábio Lima, Alexandre Massote e Rodrigo Filev, dos cursos de Engenharia de Produção e Ciência da Computação, dialogaram sobre a Indústria 4.0 e como a FEI está inserida neste contexto.

3

Para o professor Alexandre Massote, essa troca de conhecimentos entre a FEI e a indústria é fundamental: “A palavra chave para o crescimento chama-se “Colaboração e Compartilhamento”. Então, a escola tem que compartilhar com a indústria aquilo que ela desenvolve. Por outro lado, as empresas têm que compartilhar com a escola no foco e na definição dos problemas”.

Veja mais destaques do evento no vídeo abaixo:

Faça parte desse mundo de inovação e desenvolvimento tecnológico com a FEI! As inscrições para o Vestibular estão abertas. Clique aqui e inscreva-se!

Até o próximo post 😉

25 jan

Fotos do FEI Portas Abertas 2018

Com recorde de público, 10ª edição do evento o consagra como um dos principais da região

1 blog

A relação teoria e prática caminha junto em diversos âmbitos da vida. É através da prática que a teoria ganha vida e novas ideias surgem, são executadas, chegando a um novo horizonte. Para muitos jovens, a decisão sobre qual profissão seguir tal como qual instituição de ensino superior escolher, faz com que a necessidade da teoria e prática seja sempre integrada. No último sábado, 19 de maio, o Centro Universitário FEI realizou mais uma edição do FEI Portas Abertas, evento que tem como objetivo apresentar na prática todo o universo da Instituição, orientando os visitantes de forma tecnológica, lúdica e divertida.

2 blog

Mais que uma visita, o evento proporciona ao visitante uma verdadeira imersão universitária, com mais de 100 atividades interativas, exposições, conhecimento e muita diversão. A edição 2018 contou com 5.200 visitantes, superando o recorde de 2017 e fazendo com que o dia fosse uma grande festa, afinal, motivo tinha: o FEI Portas Abertas comemorou 10 anos de história.

Confira todas as fotos do FEI Portas Abertas clicando aqui.

Vestiba

Vestibular do meio do ano

Até às 18h de 6 de junho, as inscrições estão abertas para o vestibular do meio do ano do Centro Universitário FEI. Os candidatos poderão inscrever-se para os cursos de Administração, Ciência da Computação e oito Engenharias: Automação e Controle, Civil, Elétrica, Materiais, Mecânica, Produção, Química e Têxtil. A FEI conta com dois campi, um em São Bernardo do Campo (SP), com todos os cursos, e outro na capital paulista, dedicado ao curso de Administração. A prova será aplicada em 16 de junho, com divulgação do gabarito no mesmo dia. Para outras informações, acesse www.fei.edu.br

Serviço – Vestibular 2018.2

Inscrições: Até 06/06

Taxa: R$ 90 pela internet e R$ 110 presencial
Cursos: Administração, Ciência da Computação, Engenharia Civil, Engenharia de Automação e Controle, Engenharia de Materiais, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Engenharia Têxtil.
Data da prova: 16/06
Endereço: Campus São Bernardo do Campo –
Av. Humberto de Alencar Castelo Branco, 3.972-B – Assunção, São Bernardo do Campo – SP.
Campus São Paulo – Rua Tamandaré, 688 – Liberdade, São Paulo – SP

 

24 jan

Engenheira FEIana é peça-chave na BMW do Brasil

Orgulho FEI_BMW

O sucesso de alunos do Centro Universitário FEI é sempre motivo de orgulho e fonte de inspiração para outros estudantes, professores e funcionários da Instituição. Hoje, apresentamos neste post a Engenheira Mecânica Gleide Souza, formada pela FEI, que tem recebido destaque por suas contribuições ao País, nos avanços das regulamentações e investimento para carros autônomos.

Gleide possui um rico histórico profissional e de conquistas. Foi contratada pela BMW em 2007 com a missão de manter um bom relacionamento com fornecedores do mundo todo, além de coordenar compras internacionais. Após 5 anos, o seu desafio era encontrar um local para a empresa alemã fabricar seus carros no País, frente às adversidades burocráticas, de impostos e legislações. E o êxito dessa árdua missão fez nascer a fábrica da BMW na cidade de Araquari, em Santa Catarina e rendeu um novo direcionamento profissional à Gleide: ela se tornou Diretora de Relações Governamentais da BMW no Brasil.

E os avanços não param!

Agora, em 2018, a BMW deu início à produção do primeiro carro semiautônomo do Brasil. O modelo é o utilitário-esportivo X3 M40i, versão mais equipada do xDrive30i X Line.

2018-bmw-x3-m40i-4

Para a FEI, é uma honra fazer parte da história profissional de Gleide Souza. Leia toda a trajetória da Engenheira FEIana neste link.

Top posts

Curta nossa página no Facebook

Twitter