26 nov

FEI conquista o tetracampeonato nacional fórmula SAE Brasil Petrobras

Seis troféus de destaque e um tetracampeonato. Esse foi o resultado obtido pela equipe do Centro Universitário da FEI na VII Competição Fórmula SAE BRASIL- PETROBRAS, que terminou neste domingo (21), em Americana, no interior de São Paulo. Com a vitória na competição, os alunos da FEI ganharam o direito de representar o Brasil na Formula SAE Michigan, que será realizada de 11 a 14 de maio de 2011, em Brooklin, Michigan, nos Estados Unidos.

Foram meses de muito trabalho. E esse resultado é fruto de um esforço em conjunto, que envolveu não só a equipe, mas também professores e funcionários da FEI que sempre colaboram para que a gente apresente um projeto competitivo”, comemora o capitão da equipe Fórmula FEI, Lucas Kira, 22 anos, aluno do 4º ano do curso de Engenharia Mecânica.

Com 945,41 pontos, a equipe Fórmula FEI, composta por 20 estudantes dos cursos de graduação em Engenharia Elétrica e Engenharia Mecânica e mestrado em Engenharia Mecânica, levou para as pistas do Campo de Provas da Goodyear, em Americana, um novo protótipo: o RS5. Para melhorar o desempenho, os alunos reduziram em 40 kg o peso do carro (pesa 170 kg), graças à otimização de componentes e mudanças no conjunto de rodas e pneus, e nos sistemas de injeção eletrônica e escapamento.

O carro também possui sistema de telemetria, desenvolvido pelos próprios alunos dentro dos laboratórios da FEI, que permite a transmissão de informações sobre o funcionamento do carro durante o enduro entre box e veículo. Por meio do sistema, a equipe que está fora da pista recebe informações, como velocidade das rodas dianteiras e traseiras em tempo real, e orienta o piloto por meio de rádio sobre a regulagem de balanço do freio, que pode variar durante uma prova e pode ser regulado pelo piloto durante a prova.

Esses dados são importantes para avaliar em tempo real o funcionamento do motor. Dessa forma, podemos pedir para o piloto forçar ou poupar o motor de acordo com nossa colocação na competição. Para o próximo ano pretendemos colocar mais informações como mistura de combustível, temperatura de pneu, pressão nas linhas de freio e curso da suspensão”, comenta o capitão da equipe.

Comentário fechado

Curta nossa página no Facebook

Twitter