22 jan

Qual será a atuação do Engenheiro de Produção na Indústria 4.0?

1 blog

Indústria 4.0, também conhecida como Quarta Revolução Industrial, são termos criados recentemente e que são bastante utilizados para abranger os avanços tecnológicos e processos cada vez mais integrados e eficientes na Indústria. Nesse contexto, o trabalho do Engenheiro de Produção mostra-se tão importante e necessário, já que é ele o profissional responsável por todos os processos produtivos de uma organização, desde o manuseio da matéria-prima, até a entrega do produto final. Além disso, o especialista em Engenharia de Produção precisa estar atualizado com as transformações tecnológicas e atento as tendências e inovações que a área passará, sempre pensando em maneiras de reduzir os custos e evitar desperdícios, considerando os aspectos ambientais, econômicos e sociais.

Diante de todas essas transformações, o coordenador do curso de Engenharia de Produção do Centro Universitário FEI, Prof. Dário Alliprandini, respondeu algumas perguntas sobre as tendências da área e de como deverá ser a atuação do Engenheiro de Produção em um cenário de inovação e digitalização da Indústria!

2 blog

Quais são as atuais áreas de atuação do Engenheiro de Produção?

Dario Alliprandini: “O Engenheiro de Produção atua tanto na Indústria – como fábricas e montadoras – quanto na área de serviços, por exemplo, em empresas de consultoria, bancos e hospitais. As atividades principais são: planejamento, logística, engenharia da sustentabilidade, controle e melhoria de processos, gestão da qualidade, análise de risco, manufatura digital, simulação de cenários de processos e de negócios e gestão da tecnologia.”

Qual será o futuro da profissão no contexto da Indústria 4.0?

Dario Alliprandini: “O engenheiro de produção tem uma formação multidisciplinar e, por isso, é preparado para entender os diferentes processos de organizações de diversas áreas. O desafio para o futuro da profissão é desenvolver projetos que façam a conexão e a integração desses processos, incluindo as áreas de fabricação, fornecedores, distribuição, seleção de tecnologias, em um ambiente de Indústria 4.0. O engenheiro de produção vai atuar fortemente nesse ambiente, desenvolvendo projetos para integrar e inserir inteligência nos processos.”

Quais competências ele deverá desenvolver?

Dario Alliprandini: “Capacidade de analisar informações e dados relacionados a diferentes processos e sistemas; habilidade de comunicação para lidar com diferentes ambientes culturais e tecnológicos; domínio dos métodos de modelagem, análise e projeto de sistemas de produção; capacidade de aprendizagem para encarar os desafios organizacionais e as novas tecnologias; e ter conduta ética e humanista para garantir a harmonia de seus projetos com a construção de uma sociedade íntegra e justa.”

Quais são os diferenciais do curso de Engenharia de Produção da FEI?

Dario Alliprandini: “Alta empregabilidade! O curso de Engenharia de Produção da FEI foi o segundo a ser criado no País e, desde então, vem acompanhando o desenvolvimento das empresas, suas necessidades e busca pela inovação. Há uma relação muito próxima com o ambiente empresarial e os caminhos que o curso segue de atualização curricular, de laboratórios e em projetos de pesquisa têm alinhamento com o momento atual e futuro. Há projetos aplicados que são desenvolvidos pelos alunos com empresas parceiras, laboratórios modernos como os de manufatura digital e de manufatura integrada. Os alunos podem participar de pesquisas de iniciação científica que estão alinhadas aos projetos de mestrado e doutorado. Também há possibilidade de dupla diplomação com instituições da França e dos Estados Unidos, e a integração tanto social como em projetos com alunos de outras modalidades da Engenharia, da Computação e da Administração.”

Para um aluno que está interessado em cursar Engenharia de Produção, que dica o senhor daria?

Dario Alliprandini: “A aptidão deve ser o fator predominante na decisão por uma carreira. Para os que gostam de uma vida dinâmica e com muitas possibilidades profissionais, a Engenharia de Produção pode ser uma boa escolha. O profissional terá possibilidades de atuação em muitas áreas, o que garante alta empregabilidade e evolução na carreira de forma dinâmica.”

Vestiba

Vestibular do meio do ano

Até às 18h de 6 de junho, as inscrições estão abertas para o vestibular do meio do ano do Centro Universitário FEI. Os candidatos poderão inscrever-se para os cursos de Administração, Ciência da Computação e oito Engenharias: Automação e Controle, Civil, Elétrica, Materiais, Mecânica, Produção, Química e Têxtil. A FEI conta com dois campi, um em São Bernardo do Campo (SP), com todos os cursos, e outro na capital paulista, dedicado ao curso de Administração. A prova será aplicada em 16 de junho, com divulgação do gabarito no mesmo dia. Para outras informações, acesse www.fei.edu.br

Serviço – Vestibular 2018.2

Inscrições: Até 06/06

Taxa: R$ 90 pela internet e R$ 110 presencial
Cursos: Administração, Ciência da Computação, Engenharia Civil, Engenharia de Automação e Controle, Engenharia de Materiais, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Engenharia Têxtil.
Data da prova: 16/06
Endereço: Campus São Bernardo do Campo –
Av. Humberto de Alencar Castelo Branco, 3.972-B – Assunção, São Bernardo do Campo – SP.
Campus São Paulo – Rua Tamandaré, 688 – Liberdade, São Paulo – SP

19 jan

FEI é sede do 7º Fórum de Reitores do CRUB

7

O campus São Paulo da FEI, localizado no bairro da Liberdade, foi sede do 7º Fórum de Reitores do CRUB – Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras. Com o objetivo de discutir as principais necessidades da educação de nível superior no País, o evento promoveu a troca de propostas, ideias e soluções para os problemas e demandas crescentes no âmbito educacional.

Sob a temática “Financiamento Público e Privado na Educação Superior”, durante todo o dia os reitores e autoridades expuseram suas opiniões em torno desse assunto, uma das peças-chave para aumentarmos o nível de educação superior no País, que apesar de apresentar melhora ao longo dos anos, ainda é muito inferior quando comparado a outros países. Leia a matéria completa em nosso site, clicando aqui.

Assista o vídeo abaixo veja o que os reitores que participaram têm a dizer:

18 jan

Exposições de Projetos da Engenharia Mecânica FEI

1

Nos dias 07 e 08 de junho, o Centro Universitário FEI realizou os tradicionais eventos que apresentam os Projetos de Conclusão de Curso da Engenharia Mecânica. Mais que exposição, o objetivo também é promover a avaliação dos trabalhos por profissionais da indústria, colocando os estudantes da Instituição em contato com pessoas influentes do mercado de trabalho.

A ExpoMecAut, em sua 62ª edição, reuniu os trabalhos voltados para a ênfase de mecânica automobilística. O desafio dos estudantes é sempre criar soluções inovadores que têm impactos positivos na sociedade. No total, oito grupos apresentam soluções diversas, como, por exemplo, um ônibus com um monobloco aplicado em sua estrutura, com o intuito de aumentar a segurança dos passageiros.

Para ler mais detalhes sobre os projetos, clique aqui.

Veja no vídeo abaixo um resumo do evento.

Já na ExpoMecPlena, em sua 42ª edição, os estudantes criam soluções mecânicas para diversas áreas e setores, não só focadas no automobilístico como citado acima. No palco, um jogo rápido de perguntas feitas pelos professores eram respondidas pelos grupos, apresentando os principais diferenciais de seus projetos, trabalhos e ideias.

2

Clique aqui e veja as fotos.

Veja no vídeo abaixo um resumo do evento.

17 jan

Pós-Graduação e Empregabilidade

Post Geral

O que é empregabilidade?

A resposta para essa pergunta é simples, mas revela também um longo caminho a ser seguido. A empregabilidade está relacionada com o interesse que as empresas têm em contratar e/ou manter um profissional em seu quadro de colaboradores. Quanto maior for a sua bagagem pessoal e profissional, com ótimas referências no mercado, mais você será visto e os empregadores terão interesse em te contratar.

Falando sobre o mercado trabalho, dizer que ele está em constante mudança já não é mais novidade, afinal, vivemos essa realidade há algum tempo. Bastam poucos anos para que as tecnologias sejam reinventadas, hábitos de consumo e comportamento sejam mudados.

Diante de tal cenário, cada profissional deve avaliar e, também, manter sua empregabilidade em constante mudança, apostando em qualificação e evolução. É preciso ser notado no ambiente corporativo. E hoje, há diversos caminhos para evoluir e se especializar nas diversas áreas de atuação.

De acordo com uma pesquisa realizada pela PayScale, empresa americana especializada em pesquisas de perfis salariais, cursar uma pós-graduação aumenta a empregabilidade para profissionais de diferentes áreas.

Para isso, se planejar e investir em cursos de especialização é um passo essencial para se manter atualizado (a). Seja recém-formado (a) ou com anos de experiência, estamos na era do conhecimento e simplesmente não há motivos para encerrar os estudos.

O Prof. Dr. Wilson de Castro Hilsdorf, coordenador do curso de pós-graduação em Estratégias para a Qualidade e Competitividade da FEI, comenta: “O mercado de trabalho pede por profissionais atualizados. Dependendo da carreira, é necessário mais do que um curso de especialização”.

Os benefícios ao cursar uma pós-graduação são incontáveis, como, por exemplo: redirecionar a carreira, podendo atuar em áreas mais específicas ou até mesmo despertar o espírito empreendedor, alterações de cargos e salários, visão ampla de negócios e gestão de pessoas e empresas.

Screenshot_3

Para garantir todos esses fatores, é fundamental escolher uma instituição renomada para cursar a pós-graduação. É importante que a faculdade esteja sempre atenta às expectativas e, principalmente, mudanças constantes do mercado.

A FEI está com inscrições abertas para diversos cursos de Especialização, além de mestrado e doutorado, com a tradição e excelência no ensino que você conhece. Acesse o site, conheça e inscreva-se! Os cursos são oferecidos nos campi de São Bernardo do Campo e São Paulo a candidatos individuais e também podem ser oferecidos para grupos fechados. Invista em sua carreira!

Para mais informações:

Campus São Paulo – (11) 3274-5200
Envio de currículos para análise – iecatsp@fei.edu.br

Campus São Bernardo do Campo – (11) 4353-2909
Envio de currículos para análise – iecat@fei.edu.br

16 jan

E-Commerce & Marketing Digital: novo curso de Pós-Graduação FEI

FEI pos

Ser criativo e dinâmico é o primeiro passo para inovar e evoluir na carreira profissional. As mudanças no mercado trabalho têm, cada vez mais, exigido novas competências e conhecimentos que são somados às áreas distintas de sua origem. O advento da internet abriu inúmeras portas que permitem enxergar novas oportunidades de sucesso.

De olho neste cenário, na demanda crescente de jovens profissionais buscando empreender o próprio negócio, o programa de pós-graduação do Centro Universitário FEI abriu vagas para o novo curso de Especialização em E-Commerce & Marketing Digital.

FEI-POS2018-LKD-MARK_ECM

Com duração de um ano, a Especialização tem como objetivo capacitar o aluno a desenvolver soluções digitais para B2B (vendas de empresas para outras empresas) e B2C (vendas de empresa para cliente final), além da elaboração, criação e implementação de lojas virtuais com foco na relação com o cliente. Saiba mais aqui.

Há algum tempo, a área era vista somente como um complemento de profissionais graduados em Comunicação e Marketing. E claro, é natural que grande parte do público tenha essa origem em seus currículos. No entanto, há uma crescente demanda de profissionais de Administração, Ciência da Computação e Engenharia, além de áreas de tecnologia em geral, que buscam ampliar seus conhecimentos a fim de conquistar mais espaço no mercado de trabalho.

Seja empreendendo ou atuando em corporações, invista em sua carreira! Inscrições através do e-mail: iecat@fei.edu.br ou (11) 4353-2900 (Ramal 2019).

Top posts

Curta nossa página no Facebook

Twitter