28 ago

Dicas para quem quer participar de programas de trainee!

Entrar em um programa de Trainee pode ser uma grande oportunidade de começar a carreira com o pé direito. As oportunidades, na maioria das vezes, envolve um salário muito bom para recém-formados, treinamentos extensivos em diversas áreas da empresa e até um cargo gerencial no final do processo. Por conta de todos os benefícios, os programas de Trainee são muito procurados e a seleção pode envolver muitas etapas, presenciais e virtuais.

Por isso, preparamos algumas dicas para você mandar bem nos processos:

Capriche no currículo
O seu currículo é o seu cartão de visitas no processo. Quanto mais bem preparado, maiores serão suas chances. Com o nome da FEI, você já garante ótimos pontos na questão formação superior, mas outras habilidades também são importantes e podem variar de processo para processo. Enumere as experiências profissionais, cursos, línguas faladas e até projetos universitários, quando relevantes.

Mas cuidado para não cair na armadilha de incluir informações falsas. Mentir que fala inglês fluente, por exemplo, pode ser facilmente desmentido com uma entrevista ou até telefonema, enquanto em um curso que você nunca fez pode ser cobrado o certificado de conclusão.

Intercâmbios e projetos voluntários são ótimos pontos a favor que contam, além de suas experiências profissionais, um pouco sobre sua personalidade.

Esteja preparado para testes online
A grande maioria dos processos de seleção dos programas de trainee hoje em dia começa na internet. E, em alguns casos, mais de 90% dos candidatos são eliminados nesta fase, que podem incluir testes de inglês, lógica, matemática e até games interativos que mostrarão aos recrutadores quais candidatos têm as habilidades necessárias para os cargos.

Muitas vezes, estes testes são cronometrados, portanto, estar bem preparado é muito importante para conseguir resolver todas as questões.

As dinâmicas e sua imagem pessoal
Ok, você se candidatou, foi selecionado e mandou bem nos testes on-line. Chegou a hora das etapas presenciais! Agora os recrutadores poderão conhecer você pessoalmente e é muito importante passar a imagem certa.

Antes de tudo, certifique-se de conhecer tudo o que puder sobre a empresa em questão: sua história, valores, missão, mercado… toda informação é válida e pode ser utilizada em algum momento e os recrutadores estão atentos aos detalhes, que podem fazer a diferença.

Muito cuidado também com a aparência e postura. Mesmo as pessoas mais inteligentes podem passar uma imagem ruim em um processo seletivo, se não estiverem vestidas adequadamente. O ideal aqui é o bom senso: cada empresa tem uma característica e exige um dress code. Saiba escolher com cuidado.

Mas estar bem vestido não é o suficiente quando a postura e linguagem corporal não ajudam. Tome cuidado para não sentar de forma largada, dispense balas e chicletes e evite utilizar muitas gírias. Lembre-se, a primeira impressão é a que fica!

As dinâmicas servem para evidenciar nos candidatos algumas características, principalmente no que diz respeito ao trabalho em equipe: quem são os com perfil de liderança, os tímidos, os que não se dão tão bem trabalhando em grupo e até os que se “apoiam” no trabalho dos outros. Nesta fase, é importante saber demonstrar seu ponto de vista, sem tentar prejudicar os outros e trabalhando pela melhor performance do grupo.

As entrevistas individuais
Geralmente, as últimas fases dos seletivos são de entrevistas individuais, que podem ser com o setor de recursos humanos, com os gestores diretos e até com a direção da área pretendida. Em alguns casos, todas essas entrevistas podem acontecer! As dicas acima, de postura, vestimenta e imagem pessoal continuam válidas. E as entrevistas individuais são o momento ideal de você transmitir as qualidades que podem passar desapercebidas nos momentos da dinâmica. Principalmente quando envolverem os gestores da área pretendida procure mostrar que possui conhecimentos técnicos teóricos e práticos, e saiba evidenciar de forma positiva seus pontos fortes e também os fracos. O objetivo dos programas de trainee não é contratar um profissional super experiente e sim alguém com potencial que, após um intenso treinamento, possa ajudar no crescimento da empresa. Procure sempre falar com segurança e firmeza, utilizando dados numéricos e exemplos práticos, características que agradam os recrutadores.

Agora é só começar a se candidatar aos processos! Lembre-se das dicas e procure sempre dar o seu melhor, mas com sinceridade e transparência.

Boa sorte! 🙂

Curta nossa página no Facebook

Twitter