13 dez

Projetos de Engenharia Mecânica FEI brilham em exposições.

Chegamos a mais um fim de semestre e, com isso, os eventos que reúnem os Projetos de Conclusão de Curso dos alunos da FEI.

Nos dias 7 e 8 de dezembro, o Departamento de Engenharia Mecânica promoveu as tradicionais Expos MecAut e MecPlena, com a apresentação de diversos protótipos e ideias inovadoras, que surpreenderam os avaliadores convidados.

O evento aconteceu no Ginásio da Instituição, onde os alunos montaram estandes para exposição de seus projetos. A principal característica do evento é a banca avaliadora formada por profissionais do mercado, o que promove aos alunos um diálogo e networking direto com nomes influentes da indústria, além dos visitantes como professores, amigos e familiares.

Expo MecAut

Voltada para a Engenharia Mecânica Automobilística, a Expo MecAut sempre traz trabalhos e soluções automotivas.

Saiba mais no vídeo:

Expo MecPlena

Voltada para todos os outros tipos de usabilidade da Engenharia Mecânica na sociedade. Saiba mais no vídeo:

O Centro Universitário FEI tem orgulho em formar mais uma turma de Engenheiros Mecânicos. Boa sorte a todos!

18 dez

31ª Expo MecPlena da FEI apresenta projetos de Formandos da Engenharia Mecânica Plena

Formandos do curso de Engenharia Mecânica Plena da FEI se reuniram na noite da última sexta, 14 de Dezembro, para apresentar os projetos de formatura durante a 31ª Expo MecPlena. Ideias criativas, inovadoras e promissoras puderam ser conferidas nos 12 projetos expostos no ginásio do Centro Universitário da FEI.

Um dos projetos que ganhou destaque durante a Expo MecPlena foi o Hydro Lifter, uma plataforma feita de aço inoxidável para cadeirantes que, ao ser acionada por uma alavanca, se deslocará até 1,5 metro de profundidade na piscina. O projeto foi desenvolvido pensando na acessibilidade para auxiliar àqueles com mobilidade reduzida no acesso à piscina.

Antes mesmo de expor o trabalho na Instituição, o Hydro Lifter repercutiu em diversos veículos de comunicação, como O Jornal.net, Maxpress e também no renomado portal Instituto de Engenharia.

Um dos diferenciais do projeto é o baixo custo. Outros equipamentos já existentes no mercado chegam a custar até R$10 mil e são hidráulicos ou mecânicos, enquanto o Hydro Lifter custaria cerca de R$ 5 mil, trazendo como vantagem a plataforma mecânica, que deixa o valor mais em conta.

Projeto Hydro Lifter facilita acesso de cadeirantes à piscina

Durante a exposição, os projetos foram avaliados por um júri técnico de acordo com os seguintes quesitos:

• Avaliação técnica e funcional – Viabilidade técnica e construtiva, forma e princípio de funcionamento.

• Projeto do conjunto – Análise de conjunto, layout, interação entre componentes e ergonomia (quando aplicáveis).

• Detalhamento – Cálculo, métodos de projeto, dimensionamento e especificações.

• Benefícios – Vantagem diferenciada, estudo de impacto ambiental e descarte.

• Apresentação – Clareza na definição de objetivos e na apresentação dos projetos, organização.

Os vencedores da noite foram:

1º Lugar: Bio Energia

O projeto visa o desenvolvimento da engenharia básica de um reator de biodigestão, permitindo o aproveitamento energético de resíduos orgânicos, aliado ao correto tratamento dos mesmos.

2º Lugar: Fricsolda

Equipamento de solda por fricção (ou atrito) para junção de topo de chapas de liga de alumínio de pequena espessura, baseando-se no processo Friction Stir Welding, que consiste em uma ferramenta rotativa que se desloca linearmente ao longo da junção de solda, aquecendo o metal base por atrito.

3º Lugar: MEP

A proposta do MEP (Máquina de Ensaio de Pneus) é elaborar a engenharia básica de um equipamento de ensaio, capaz de obter a resposta das forças atuantes em uma família de pneus trafegando em pisos macios.

Projetos vencedores


Infraestrutura da Instituição contribuiu para a realização dos trabalhos

Társis Tezza, um dos idealizadores do Fricsolda, conta que utilizou a estrutura da Instituição para testar a proposta: “Para validar nosso projeto fizemos diversos experimentos dentro dos laboratórios da FEI. Com certeza o mercado aceitaria este trabalho”.

Criadores do Fricsolda comemoram o sucesso do projeto

Uma das responsáveis pelo projeto Hydro Lifter, Karina Rossi Nagano, também ressalta que a Instituição auxiliou o grupo com todas as informações para que o trabalho saísse do papel: “A FEI prestou toda a orientação necessária. Os professores estavam sempre disponíveis a esclarecer qualquer dúvida, onde conseguir materiais, empresas que podiam nos ajudar, indicação de especialistas para conversarmos, além do auxílio na construção do estande”, ressaltou.

Karina ainda contou que, muitas empresas visitam a exposição para conferir o trabalho dos formandos: “Os profissionais perguntam sobre os nossos projetos, qual o diferencial e isso é muito importante, porque vemos que as empresas estão olhando o que estamos fazendo e que os alunos da FEI estão mesmo preparados para o mercado de trabalho”.

Formandos responsáveis pelo Hydro Lifter tiveram destaque na mídia pela construção do projeto

O professor e coordenador da Expo MecPlena, Arthur Tamasauskas, confirma a declaração da aluna, “As empresas esperam que o aluno tenha condições de desenvolver um projeto e a Expo MecPlena atende perfeitamente esse objetivo. É uma simulação dentro da Instituição do que pode ocorrer na empresa”, diz.

Arthur conta ainda que alguns alunos chegam até a conquistar uma oportunidade de trabalho durante a Expo MecPlena: “Quando uma empresa vê o envolvimento do aluno, abrem-se as portas do mercado para ele ”, afirma.

Professor Arthur Tamasauskas conta que Expo MecPlena abre portas para o mercado de trabalho

Segundo Tamasauskas, a FEI avalia para um futuro próximo, a possibilidade dos projetos da MecPlena se tornarem um produto vinculado à empresas que procuram o Centro Universistário da FEI durante a exposição.

Curta nossa página no Facebook

Twitter