17 jul

O LinkedIn e o mercado de trabalho

Para ter uma carreira profissional de sucesso, é necessário dar atenção a uma palavra, que muitas vezes passa despercebida, mesmo sendo tão importante quanto técnica, estudos e dedicação: networking.

Ter uma rede de contatos profissionais bem estruturada é uma das formas mais efetivas de garantir que as boas oportunidades de carreira estarão sempre disponíveis. Cercar-se de pessoas habilidosas, influentes ou bem-sucedidas pode facilitar saltos na carreira e abrir muitas portas.

Com a internet, ficou muito mais fácil criar e alimentar uma rede de contatos que podem ser impulsionadores profissionais. E a melhor ferramenta para esta tarefa tem nome: LinkedIn. O LinkedIn é uma rede social que, diferentemente das mais populares, como Facebook ou Twitter, não foca na vida pessoal de seus usuários, e sim na vida profissional.

Servindo como uma espécie de “diretório virtual de profissionais”, o LinkedIn permite que você crie um perfil na rede, que funcionará ao mesmo tempo como cartão de visitas e currículo digital. Neste perfil, você acrescenta informações como experiências profissionais, projetos que participou e também sua formação acadêmica. A partir daí você começa a adicionar outros usuários como contatos: colegas e ex-colegas de curso ou trabalho, parceiros profissionais, clientes, fornecedores, etc.

As empresas também estão presentes no LinkedIn, divulgando notícias e, principalmente, vagas disponíveis. É possível seguir essas empresas para ficar por dentro das novidades. As universidades também possuem páginas especiais, onde estão reunidos alunos, ex-alunos e admiradores, como uma grande comunidade on-line. Se você ainda não está seguindo a FEI, acesse agora nossa University Page no LinkedIn e conecte-se! www.fei.edu.br/linkedin

Para turbinar seu perfil no LinkedIn, veja as dicas abaixo:

1 – Tenha uma boa foto
Essa é uma das dicas mais importantes. Segundo o próprio LinkedIn, perfis com fotos têm em média 11 vezes mais chances de serem abertos do que perfis sem fotos. Portanto, vale a pena perder alguns minutos escolhendo sua melhor foto. Claro, não vale aquela foto de você de bermuda e sem camisa na praia, já que essa é uma rede para profissionais, mas isso não quer dizer que você precisa estar de terno e gravata. Apenas escolha uma boa foto apresentável.

2 – Invista em um bom resumo
O seu resumo é a primeira coisa que alguém vai ler em seu perfil, e a primeira impressão é a que conta. Portanto, gaste um tempo montando um bom resumo. Você tem poucos segundos para cativar e prender a atenção de quem lê seu perfil, portanto seja breve e tente mostrar em poucas linhas quem você é e o que você faz.

3 – Foque em seus resultados
Ao descrever suas experiências de trabalho, foque principalmente nos seus resultados, e não apenas nas funções desenvolvidas naquele cargo. Utilize frases claras e sucintas, sem enrolar demais.

4 – Adicione competências
Uma das coisas mais importantes é conseguir ser encontrado pela busca do LinkedIn. Por isso, use o máximo possível de palavras-chave sobre sua atividade profissional, como TI, marketing, saúde, etc. Peça para seus contatos, principalmente colegas e ex-colegas de trabalho, te recomendarem para essas competências.

5 – Deixe seu perfil o mais completo possível
Quanto mais completo seu perfil, mais fácil será achá-lo. E depois de achá-lo, mais fácil será para a pessoa que o visualiza saber quem é você e o que você faz. Por mais chato que pareça, siga os passos que o próprio LinkedIn recomenda para preencher seu perfil com as melhores informações, mas sem ficar enrolando ou inventando coisas.

_____________

Fonte das dicas: http://bit.ly/1jCNq6O

Curta nossa página no Facebook

Twitter