30 abr

Conheça o curso de Ciência da Computação da FEI

O curso de Ciência de Computação existe na FEI desde 2009 e vem formando profissionais de qualidade desde então. Em 2014, o curso recebeu quatro estrelas na avaliação do Guia do Estudante e é referência em projetos de robótica, programação e desenvolvimento de programas.

Os alunos de Ciência da Computação da FEI compõem projetos importantes de pesquisa científica e avanço tecnológico, como o Futebol de Robôs. Bicampeões latino-americanos e tricampeões brasileiros na categoria Small Size em 2014, o time de Futebol de Robôs da FEI está entre as dez melhores equipes do mundo.

Robôs categoria Small Size do Futebol de Robôs.

Robôs categoria Small Size do Futebol de Robôs.

O coordenador do curso, Professor Flavio Tonidandel fala sobre a experiência dos alunos nos projetos de robótica desenvolvidos na FEI: “Nossos robôs humanoides e da categoria RoboCup Small Size foram muito bem projetados e estão entre os melhores robôs de suas categorias. Participar de um projeto como este é poder aprender e trabalhar com o que há de mais avançado em tecnologia de robôs móveis inteligentes no mundo e ter contato com pesquisa e ciência de ponta. Sem dúvida, isso permite aos alunos avançarem na fronteira do conhecimento na área, muito além daquela aprendida apenas em sala de aula. ”.

Além da RobôFEI, os alunos de Ciência da Computação também se dedicam à Maratona de Programação. Atualmente o projeto da FEI com o maior número de alunos participantes, a Maratona de Programação disponibiliza, em média, quinze bolsas institucionais para o projeto que contribui para um melhor desempenho acadêmico dos alunos participantes. A equipe foi campeã regional em 2008, 2009, 2011 e 2014 e se prepara diariamente para a competição desse ano.

O coordenador da Maratona de Programação com os alunos bolsistas. O treino acontece todos os dias por cinco horas.

O coordenador da Maratona de Programação com os alunos bolsistas. O treino acontece todos os dias por cinco horas.

O Curso de Ciência da Computação também ganhou destaque na mídia no começo de 2015 pelo Trabalho de Conclusão de Curso de quatro alunos da graduação que desenvolveram, sob orientação do Professor Rodrigo Filev, um sistema que identifica potenciais pedófilos em conversas na web e que funciona em tempo real. O algoritmo criado pelos alunos é mais um exemplo de que pesquisa, dedicação e inovação são essenciais para projetos de sucesso.

O projeto Robô FEI é coordenador pelos departamentos de Ciência da Computação e Engenharia Elétrica.

O projeto Robô FEI é coordenador pelos departamentos de Ciência da Computação e Engenharia Elétrica.

Visando um desenvolvimento profissional ainda maior de nossos alunos, o Centro Universitário da FEI e o New York Institute of Technology firmaram um acordo em que os alunos de Ciência da Computação, podem cursar um ano e meio no Brasil, um ano e meio nos Estados Unidos e finalizar o último ano na FEI, obtendo o diploma reconhecido nos dois países. Formado profissional da ciência da computação pela FEI em 2004, o ex-aluno Fernando Babadopolus fala sobre o mercado de trabalho: “Nesta área é muito importante estar sempre atualizado, pois as coisas mudam muito rápido e novas ferramentas e sistemas são constantemente necessários para atender às demandas do mercado”.

O Centro Universitário da FEI está com as inscrições abertas para o segundo semestre do Vestibular 2015. Se inscreva!  http://bit.ly/1DEIu4i

09 ago

Robôs humanoides jogadores de futebol

Desenvolvido desde 2003, o Futebol de Robôs da FEI é uma linha de pesquisa contínua coordenada pelos departamentos de Engenharia Elétrica e Ciência da Computação, que vem sendo adaptada ao longo dos anos. Projetados e construídos por alunos da Instituição, o grande desafio é produzir robôs com programas cada vez mais eficientes, que os façam jogar de maneira inteligente. O projeto tem crescido ao longo dos anos e, hoje, a intenção é contribuir para o avanço científico e tecnológico dos alunos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário.

Há cerca de três anos, o professor doutor Reinaldo Augusto da Costa Bianchi e sua equipe do Departamento de Engenharia Elétrica têm trabalhado no desenvolvimento, na construção e na programação de um robô humanoide capaz de fazer jogadas, baseado nas ações que um ser humano consegue realizar. “Neste processo, temos utilizado a técnica de aprendizado por reforço, que basicamente treina o robô a aprender sozinho, ficar de pé sem cair e ter estabilidade, além de chutar para a direção certa. Temos desenvolvido a programação básica e a de controle de movimentos e ações”, informa o docente. Embora ainda esteja na fase inicial, o robô humanoide já anda, mas nunca competiu.

Atualmente, a FEI tem um time de Futebol de Robôs bem estruturado na categoria Small size, que coleciona títulos brasileiros e ocupa o ranking dos 10 melhores do mundo. Ao longo de quase sete anos nas competições robóticas, já foram desenvolvidos mais de uma dezena de projetos por estudantes da FEI relacionados ao Futebol de Robôs. Em competições, a equipe da FEI participou de cinco campeonatos nacionais, sendo duas vezes campeã, outras duas vezes vice-campeã e uma vez terceira colocada, além de conquistar diversos prêmios em competições menores e demonstrações. “A participação em competições nacionais e internacionais motiva a equipe a desenvolver novas tecnologias e sistemas mais eficientes, estudando técnicas de raciocínio para fazer táticas mais complexas”, argumenta o professor Reinaldo Bianchi.

_____________

Para saber mais sobre o Robô FEI, clique aqui.

_____________

Matéria publicada na revista Domínio FEI – Nº15 (pág 27)

24 out

Equipe da FEI é bicampeã latino-americana e tri brasileira em competições de robótica

FEI conquistou os títulos na categoria Small Size, em competições que terminaram neste domingo (21), em Fortaleza (CE)

 

 

São Bernardo do Campo, outubro de 2012 – O time de futebol de robôs do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) conquistou neste último domingo (21) dois títulos importantes na área da robótica: bicampeão latino-americano e tricampeão brasileiro na categoria Small Size, durante a X Competição Brasileira de Robótica (CBR) e a XI Latin American Robotics Competition (LARC). As duas competições aconteceram na Universidade de Fortaleza, em Fortaleza, Ceará, e reuniram em diversas modalidades mais de 100 equipes de várias universidades do Brasil e Exterior.

A equipe RoboFEI, da FEI, enfrentou adversários tradicionais, como o time Furgbol, da Universidade Federal do Rio Grande, sete vezes campeã brasileira da categoria. O jogo contra a equipe gaúcha foi de alto nível e o time da FEI superou o adversário ao golear por 4 a 0, na semifinal. Já na final, a equipe RoboFEI enfrentou o mesmo adversário de 2011, a equipe RoboIME, do IME (Instituto Militar de Engenharia), do Rio de Janeiro.

“Diferente de 2011, quando a equipe da FEI venceu fácil por 7 a 0, o jogo deste ano foi disputadíssimo, truncado e muito bem marcado pelas duas equipes”, destaca o professor e coordenador da equipe de futebol de robôs da FEI, Flavio Tonidandel. No tempo regulamentar, o placar terminou empatado em 1 a 1 e o jogo foi para a prorrogação, mas terminou sem gols. Com o empate, a final foi decidida nos pênaltis e na última cobrança o time da FEI marcou e defendeu a cobrança da RoboIME, resultado que levou a equipe da FEI aos títulos.

Em junho deste ano, pela primeira vez, o time de futebol de robôs da FEI avançou para as quartas de final na RoboCup 2012, realizada no México, e encerrou a participação na competição mundial de robótica entre os oito melhores times.

Na categoria Small Size, cada time é composto por seis robôs, de até 15 cm de altura. A equipe RoboFEI conta com 12 estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia de Automação e Controle. Cada robô possui cinco motores e quatro rodas, que garantem estabilidade e aceleração mais uniformes em qualquer direção, além de quatro baterias, de 7,4 volts.

As partidas acontecem num campo com 17,5 m², onde os robôs são comandados por programa de computador executado em tempo real. Duas câmeras, instaladas a quase 4 m de altura, captam as imagens da partida e enviam ao computador, que controla os robôs via radiofrequência.

A categoria Small Size é bastante desenvolvida em todo o mundo por equipes norte-americanas, europeias e asiáticas, e é utilizada como plataforma de desenvolvimento e pesquisa em universidades. A RoboCup busca fomentar e promover a educação, desenvolvimento e a pesquisa em robótica e inteligência artificial.

02 ago

Futebol de robôs da FEI está entre os 8 melhores do mundo

Pela primeira vez, o time de futebol de robôs do Centro Universitário da FEI avançou para as quartas de final na RoboCup 2012 e encerrou a participação na competição mundial de robótica entre os oito melhores times. A equipe RoboFEI competiu na categoria Small Size que reuniu 19 equipes no mundial, realizado recentemente na Cidade do México. Cada time é composto por seis robôs, de até 15 cm de altura. O time da FEI é bicampeão brasileiro (2010 e 2011) e campeão latino-americano (2010), na categoria.

No mundial, a FEI enfrentou equipes da Turquia, China, Irã, Canadá, Estados Unidos e Alemanha. “Esta RoboCup foi muito boa para os brasileiros. O Brasil foi a 6ª maior delegação de mais de 40 países, ao comparecer com 22 times e 132 participantes. E o Brasil, como vitória maior, conseguiu ter aprovada a realização da RoboCup 2014, em João Pessoa, na Paraíba, em julho de 2014”, destacou o professor e coordenador do curso de Ciência da Computação e do projeto de futebol de robôs da FEI, Flavio Tonidandel.

14 maio

FEI PORTAS ABERTAS CONTA COM PROJETOS INOVADORES

Inteligentes e ágeis, eles abrirão as portas da FEI em 19 de maio, e prometem conquistar alunos e professores.

Estudantes do ensino médio e fundamental, alunos de cursinho e professores poderão conferir de perto, das 9h às 17h, por meio do evento FEI Portas Abertas, a eficiência e a funcionalidade dos robôs criados pelos feianos.

Os alunos do curso de Engenharia de Automação e Controle da FEI irão expor projetos curiosos e interessantes em forma de robôs. Entre as atrações estarão: o simpático Robô Sony Aibo, robô móvel em forma de cachorro, que possui inteligência artificial e interage com as pessoas; o enigmático Robô Hexapode, capaz de caminhar e desviar de obstáculos, e o sábio Robô Humanóide, que executa alguns movimentos de forma semelhante ao ser humano.

Quem gosta de futebol, irá se divertir com o Futebol de Robôs, projeto que será apresentado pelos estudantes de Ciência da Computação. Por meio deste experimento, serão apresentados os robôs do “Futebol de Robôs”, mostrando tanto suas funcionalidades como todo o sistema e demonstração de jogos.

Para obter mais informação sobre esta e outras atrações, acesse www.fei.edu.br/portasabertas. Confira a programação e se inscreva. Aproveite a oportunidade de ampliar seus conhecimentos!

Curta nossa página no Facebook

Twitter