12 abr

Vídeos do Congresso de Inovação FEI

Post Video Congresso

Ao longo de mais de 75 anos de existência, o Centro Universitário FEI sempre teve como objetivo a formação profissional qualificada de seus alunos. Nas últimas décadas, é inevitável fecharmos os olhos para a redução no tempo em que mudanças ocorrem. Tecnologias deixam de ser novas em poucos anos, hábitos de consumo mudam antes da chegada de novas gerações à fase adulta de consumo. E assim, profissões deixam de existir enquanto outras ganham forçam. Vivendo nesse cenário, o questionamento a seguir é frequente: como se adaptar para as mudanças e megatendências das próximas décadas?

Atenta à essa demanda, a FEI promove anualmente o Congresso de Inovação: um encontro que tem como objetivo identificar as principais mudanças do futuro e assim orientar os mais de 8.000 estudantes da Instituição sobre suas carreiras e visão de negócios. Especialistas e grandes líderes da indústria são convidados para dialogar com alunos e professores sobre as megatendências e inovações que demandam profissionais diferenciados no mercado de trabalho. Todo esse conteúdo evolutivo da edição 2017 do evento, já está disponível em vídeo! Acesse o link a seguir e caminhe com a FEI rumo a 2050:

Até o próximo post 😉

22 mar

Novo motor da Renault integra Laboratório de Mecânica

Tweet Bom dia

Os laboratórios de uma instituição de ensino têm papel fundamental na formação dos estudantes, pois são como uma janela para o mercado de trabalho, na qual os alunos terão contato prático com a profissão que escolheram. Utilizar equipamentos, concretizar projetos criados em sala de aula e estar conectado com as novidades do mercado, são alguns dos objetivos.

Na FEI, o investimento e cuidado com os laboratórios reforçam a Instituição como uma das melhores do País, especialmente por oferecer aos alunos equipamentos de ponta com tecnologias que, em alguns casos, são novidades presentes somente no exterior, com previsão de chegada ao Brasil em alguns anos.

Agora, o Laboratório de Engenharia Mecânica da FEI recebeu mais um grande incentivo: um novo motor cedido pela Renault, uma das principais montadoras de carro do mundo.

motor

A conquista nasceu a partir do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do aluno Rodrigo Fonseca e seus amigos de grupo, que projetaram construir um motor para trabalhar com dois ciclos. O departamento de Engenharia da Renault se interessou tanto pelo projeto, que fez mais somente apoiar, doou um motor da empresa para o grupo, que após a realização do TCC será locado em definitivo no Laboratório de Motores da Instituição.

Segundo Rodrigo Fonseca, trata-se de um motor recente, SCE, que passou a equipar os carros da Renault a partir de dezembro de 2016, para modelos 1.6. É de combustão interna, 4 cilindros e apresenta algumas inovações tecnológicas.

Motor 3

A cerimônia de entrega, realizada no dia 15 de março, contou com a presença do Gerente de Marketing de Produto da Renault, Rafael Garbosa, além do Reitor do Centro Universitário FEI, Prof. Dr. Fábio do Prado, alunos e professores.

No vídeo abaixo você confere imagens do motor e mais informações. Assista:

O Centro Universitário FEI agradece à Renault pela parceria e parabeniza os alunos pela conquista!

21 mar

Clube de Materiais promove a integração de alunos da Engenharia

Uma das principais características da Engenharia é a multidisciplinaridade. As diferentes áreas do setor têm papéis fundamentais de apoio entre si. Se um Engenheiro tem como objetivo construir um carro com um tipo diferente de pintura na lataria, o Engenheiro Químico pode ser o responsável por oferecer o melhor componente. Se o estofado do carro deve ser com detalhes peculiares, é tarefa do Engenheiro Têxtil encontrar soluções que atendam essa demanda. A partir desse exemplo simbólico, podemos entender o papel do Engenheiro de Materiais, que busca atender e solucionar as principais necessidades do setor, segundo às tendências do mercado.

MAT

Na FEI, o departamento de Engenharia de Materiais promove o Clube de Materiais: encontros quinzenais que têm como objetivo apresentar o papel do Engenheiro de Materiais e como ele contribui em diversas etapas da indústria.

O Blog da FEI acompanhou um desses encontros e conversou com a Professora Daniella Caluscio, que explicou mais sobre o evento. Assista no vídeo abaixo:

09 mar

Impactos da Digitalização e Indústria 4.0

IPEI in Foco

Com o propósito de manter os alunos do Centro Universitário FEI alinhados às demandas e megatendências do mercado, mais uma edição do IPEI in Foco, ciclo de palestras sobre inovação, foi realizado na última quarta-feira, 7 de março.

Na ocasião, dois grandes líderes da Atlas Schindler, formados em Engenharia pela FEI, conduziram uma palestra sobre os Impactos da Digitalização nos processos e na vida de um Engenheiro. Na verdade, mais que o título, sabe-se que a Digitalização, Internet da Coisas e Indústria 4.0, já têm transformado toda a sociedade e seus hábitos. E as mudanças vão continuar. O mundo tende a se tornar um lugar cada vez mais conectado.

2

Fabio Mezzarani, Head de Operações para Américas da Schindler, comenta: “No dia a dia a gente já interage bastante através dos Smartphones e Computadores. Mas os eletrodomésticos, equipamentos industriais, elevadores e escadas rolantes, tudo isso estará conectado. Então, é um mundo totalmente integrado onde teremos mais flexibilidade e transparência nas atividades em geral”.

Conectada à esta realidade também está a formação dos alunos FEIanos, haja vista que, de acordo com a Plataforma de Inovação, um dos objetivos da Instituição é formar profissionais que serão protagonistas das mudanças do futuro. De acordo com Flávio Silva, presidente da Atlas Schindler, o estudante hoje tem que ser estudante sempre, para acompanhar e fazer parte dessas mudanças. “O estudante deve continuar nessa vertente de resiliência, de se adaptar às condições socioeconômicas que o mercado vai oferecer”, completa o executivo.

Assista no vídeo abaixo a entrevista completa feita durante o evento:

Até o próximo post 😉

05 mar

5 dicas para você estudar melhor

ESTUDAR CAPA

Ao conduzir o evento de integração dos novos alunos do Centro Universitário FEI, o vice-reitor da Instituição, Prof. Dr. Marcelo Pavanello, comentou que o tempo de estudo antes das provas é muito importante para todos, especialmente por conta do calendário apertado: são seis semanas de aula e, em seguida, as provas.

Neste post, separamos 5 dicas rápidas (e muito úteis) para você estudar melhor, que podem fazer toda a diferença no seu rendimento final, não só para as provas, mas também para o dia a dia. Confira:

1 – Não deixe para depois, revise as matérias da semana no mesmo dia.

Como dito, são poucas semanas de aula antes das provas, portanto, reserve sempre de 30 minutos a 1 hora do seu dia, duas vezes na semana, para rever e treinar os conteúdos que estão sendo ensinados. Repasse os exercícios, escreva resumos e faça anotações curtas.

2 – Defina o melhor horário o dia para estudar.

Há quem prefira estudar tarde da noite. Há quem prefira pela manhã. Às vezes, no meio da tarde entre intervalos de uma atividade ou outra. Avalie qual é o melhor horário, segundo os seus hábitos, para você sentar e estudar com foco e concentração, elementos chaves para um bom rendimento.

3 – Atenção aos dispositivos que tiram a sua atenção.

Atualmente é muito fácil dispersar a atenção por conta de toda conectividade que temos em mãos. No momento de estudar, tenha disciplina e utilize o seu celular/tablet, ou até mesmo o notebook, apenas para consultas de sites ou apostilas virtuais que tenham a ver com o conteúdo que você está revisando. Não deixe as notificações do Facebook ou qualquer outra rede social tirarem o seu foco.

4 – Monte um grupo de estudo.

Essa dica é boa, mas deve ser aplicada com cautela: o grupo não deve ser grande. Quatro é o número ideal. E mais importante ainda, é preciso que todos estejam engajados no mesmo objetivo: estudar e não se distrair. Deixe este último para depois.

Estudar 1

5 – Reescreva o conteúdo.

Segundo especialistas, uma das melhores formas de aprendizado para a nossa mente é reescrevendo o que nos foi ensinado. Mas não no computador, escrever à mão mesmo. Dessa forma, o seu cérebro vai treinar a organizar as informações e como expressá-las adequadamente. Para exercícios de cálculos, refaça os exercícios utilizando outros números.

Dicas anotadas? Então, bom estudo, pois em breve as provas começarão.

Você pode se interessar também por este post: “Como ter um bom rendimento na hora de estudar”

Até o próximo post 😉

Curta nossa página no Facebook

Twitter