09 ago

Robôs humanoides jogadores de futebol

Desenvolvido desde 2003, o Futebol de Robôs da FEI é uma linha de pesquisa contínua coordenada pelos departamentos de Engenharia Elétrica e Ciência da Computação, que vem sendo adaptada ao longo dos anos. Projetados e construídos por alunos da Instituição, o grande desafio é produzir robôs com programas cada vez mais eficientes, que os façam jogar de maneira inteligente. O projeto tem crescido ao longo dos anos e, hoje, a intenção é contribuir para o avanço científico e tecnológico dos alunos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário.

Há cerca de três anos, o professor doutor Reinaldo Augusto da Costa Bianchi e sua equipe do Departamento de Engenharia Elétrica têm trabalhado no desenvolvimento, na construção e na programação de um robô humanoide capaz de fazer jogadas, baseado nas ações que um ser humano consegue realizar. “Neste processo, temos utilizado a técnica de aprendizado por reforço, que basicamente treina o robô a aprender sozinho, ficar de pé sem cair e ter estabilidade, além de chutar para a direção certa. Temos desenvolvido a programação básica e a de controle de movimentos e ações”, informa o docente. Embora ainda esteja na fase inicial, o robô humanoide já anda, mas nunca competiu.

Atualmente, a FEI tem um time de Futebol de Robôs bem estruturado na categoria Small size, que coleciona títulos brasileiros e ocupa o ranking dos 10 melhores do mundo. Ao longo de quase sete anos nas competições robóticas, já foram desenvolvidos mais de uma dezena de projetos por estudantes da FEI relacionados ao Futebol de Robôs. Em competições, a equipe da FEI participou de cinco campeonatos nacionais, sendo duas vezes campeã, outras duas vezes vice-campeã e uma vez terceira colocada, além de conquistar diversos prêmios em competições menores e demonstrações. “A participação em competições nacionais e internacionais motiva a equipe a desenvolver novas tecnologias e sistemas mais eficientes, estudando técnicas de raciocínio para fazer táticas mais complexas”, argumenta o professor Reinaldo Bianchi.

_____________

Para saber mais sobre o Robô FEI, clique aqui.

_____________

Matéria publicada na revista Domínio FEI – Nº15 (pág 27)

Deixe seu comentário

Curta nossa página no Facebook

Twitter