23 dez

Aluna do curso de Gestão e Tecnologia em Projeto de Produto tem artigo publicado no Japão

A aluna Milena Gerbelli do curso de especialização da FEI de Gestão e Tecnologia em Projeto de Produto teve seu artigo, escrito em parceria com o Professor Ugo Ibusuki, publicado no Journal of Autoparts Industry da Waseda University de Tokyo.

O artigo intitulado “INOVAR-AUTO’s contribution in technological innovation and increase of competitiveness of the Brazilian Automobile Industry” veicula a situação da indústria automobilística brasileira e a situação das alternativas tecnológicas encontradas pelas montadoras para melhorar a eficiência energética em seus produtos e faz uma análise crítica do incentivo do governo à Pesquisa & Desenvolvimento de produtos.

A publicação tem relação direta com o Trabalho de Conclusão de Curso da aluna em sua especialização, em que  elencava as medidas tomadas pelas montadoras do ponto de vista tecnológico para atender o INOVAR-AUTO (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva dos Veículos Automotores), para posteriormente analisar se estas medidas estavam e/ou continuam sendo realmente significativas em relação às expectativas do governo e em relação às expectativas da própria indústria automobilística.

Milena conta o processo de desenvolvimento do TCC que deu origem ao artigo: “Primeiro houve uma pesquisa das tendências do mercado automobilístico e a verificação dos benefícios destas alternativas, por exemplo voltadas a motor, transmissão e pneu, em relação à eficiência energética. Depois foi feita uma análise entre estas alternativas criadas pelas montadoras e o incentivo do governo a Pesquisa & Desenvolvimento, custo de engenharia e produto final, competitividade entre montadoras, quantidade de peças importadas necessárias para satisfazer estas alternativas planejadas pelas indústrias automobilísticas e por fim uma análise da situação para o mercado exportação. No final foi feito o balanço dos prós e contras. ”.

gestaoetecSobre o Curso de Gestão e Tecnologia em Projeto e Produto, Milena Gerbelli afirma que escolheu a especialização pois tinha a intenção de aprender o processo de desenvolvimento de produtos como um todo, desde a fase de aprovação do projeto até sua fabricação propriamente dita. “Profissionais desta especialização podem atuar em várias áreas e o diferencial do curso é que ele não é apenas focado na gestão propriamente dita, mas abrange também assuntos um pouco mais voltados à parte técnica. ” .

As inscrições para o Curso de Especialização de Gestão e Tecnologia em Projeto e Produto estão abertas. Maiores informações, entre em contato: (11) 4353-2909. Envio de currículos para análise – iecat@fei.edu.br . Inscreva-se!  http://bit.ly/1Kn1sDd 

 

 

09 dez

Vire o ano com dinheiro, mesmo na crise!

A virada de ano é um período propício para repensarmos sobre diversas coisas em nossas vidas, e a situação financeira é algo que merece atenção redobrada nesta época de crise. Não gaste todo o 13º salário e, além disso, ao iniciar um novo calendário controle os gastos para não prejudicar o orçamento financeiro familiar por um longo período. Para evitar problemas, lembre-se que este é o momento de agir com prudência pois a crise, que deve se alastrar por mais um ou dois anos, pode trazer a necessidade da utilização de um dinheiro guardado pela família.

Todo início de ano, “brotam” contas para pagar como IPTU, IPVA, matrícula e materiais escolares, dívidas de final de ano (viagens, presentes, festas etc). E, se não houve um planejamento para economizar, a saída, então, será tomar um empréstimo para não atrasar os pagamentos e evitar acúmulo de juros e eventuais restrições no nome do consumidor.

Young attractive woman with paper bags looking at a shop window

Young attractive woman with paper bags looking at a shop window

Diversos bancos têm incentivado a tomada de dinheiro, só que as taxas cobradas ainda são umas das maiores do mundo. Ao pegar dinheiro emprestado, seja em qualquer modalidade, há pagamento de juros e eventuais taxas extras, corroendo o nosso poder de compra além de interferir em nossa qualidade de vida, pois ninguém gosta de pensar em dívidas. Se uma dívida for realmente necessária precisa-se procurar a menor taxa de juros existente nas diversas modalidades de empréstimos e, fazer um planejamento financeiro para saber se elas poderão ser realmente pagas no período contratado.

Os empréstimos consignados e o crédito pessoal costumam ser as melhores opções por terem taxas menores. Outra saída para manter as finanças sob controle é evitar o rotativo do cartão de crédito e o cheque especial, já que aplicam altas taxas de juros, e jamais deve-se procurar por agiotas.

Após liquidar as dívidas de começo de ano, devemos, imediatamente, elaborar um planejamento financeiro para os meses seguintes. É importante definir prioridades para gastos da família (moradia, saúde, alimentação, transporte, lazer, educação, vestuário entre outras) e listar todas as despesas mensais, buscando cumprir com rigor o que foi estabelecido. E não esqueça de incluir algum tipo de investimento em 2016 para que o início de 2017 seja mais agradável.

 

Prof. Wilson Pires – Departamento de Administração da FEI

07 dez

O valor da Matemática

O Departamento de Matemática do Centro Universitário FEI levou cinco trabalhos ao Cobenge, dois deles vinculados ao Programa Forma Engenharia. Um dos estudos é ‘A construção de Mapas Conceituais: Uma Metodologia Ativa de Aprendizagem para o Cálculo Diferencial e Integral no curso de Engenharia’, dos professores doutores Fábio Gerab, chefe do Departamento de Matemática, e Paulo Henrique Trentin.

Os docentes usam a construção de mapas conceituais como metodologia ativa de aprendizagem para que o estudante possa compreender as interações e conexões entre os componentes curriculares do curso e do ciclo em que realizam seus estudos. “A proposta metodológica exige uma quebra de paradigma para o estudante, bem como uma reorganização da instituição de ensino, que se compromete com a formação de seu corpo discente”, afirmam os autores.

O chefe do departamento também participa do estudo ‘A transição do Ensino Médio – Ensino da Engenharia na Perspectiva do Aprendizado de Matemática: um Diagnóstico sob a Ótica do Estudante’, em parceria com o professor doutor Elenilton Vieira Godoy. O trabalho envolve um projeto de pesquisa intitulado ‘Desafios do Ensino de Matemática nos Cursos de Engenharia no Século XXI’, que tem como objetivo investigar e propor ações para facilitar a transição da educação básica para a educação superior, mais particularmente para os cursos de Engenharia. A pesquisa foi aplicada aos alunos dos 2º, 3º e 4º ciclos dos cursos de Engenharia da FEI, dos períodos diurno e noturno.

Os professores doutores Tiago Estrela de Oliveira e Mônica Karrer apresentaram o estudo ‘Uma Proposta de Ensino de Vetores Desenvolvida em um Ambiente de Geometria Dinâmica’. No trabalho, os autores demonstram os resultados da aplicação de parte de um experimento de ensino sobre vetores, conteúdo presente na disciplina de Geometria Analítica. O objetivo do estudo, que envolveu estudantes do ciclo básico, foi investigar as compreensões construídas pelos estudantes ao participarem do experimento. “Depois do trabalho experimental, os alunos validaram algebricamente as conjecturas levantadas no ambiente computacional, estabelecendo conversões entre os registros algébrico, gráfico e da língua natural”, explicam.

matematicaPrograma Forma está entre os estudos apresentados na área

Dois estudos desenvolvidos por docentes do Departamento de Matemática, apresentados no Cobenge, fazem parte do programa Forma Engenharia, organizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e que envolveu vários docentes do Centro Universitário FEI. No trabalho ‘Despertando o Interesse pela Engenharia: o Ensino do Desenho Geométrico no Ensino Médio, com a Utilização de Software’, os professores Armando Pereira Loreto Junior e João José Rosa Junior desenvolveram uma experiência pedagógica em uma escola de ensino médio na cidade de Santos, litoral de São Paulo, com participação de alunos como multiplicadores. “O Desenho Geométrico é fundamental para uma boa aprendizagem da Geometria e, sem essa disciplina, os alunos não são estimulados suficientemente para trabalhar com a visão espacial”, acentuam os docentes.

Com o título ‘Contribuição da Matemática no Ensino Médio para Despertar o Interesse pela Graduação em Engenharia’, o professor doutor Custódio Thomaz Kerry Martins coordenou um projeto em que foi construída uma relação de aproximadamente 50 problemas de aplicação de recursos de Matemática do ensino médio e fundamental em cenários que pudessem ser relacionados a situações de trabalho de Engenharia. Os problemas foram coletados por meio de material didático de uma escola de ensino médio, de avaliações ou de concursos, além de receber contribuições de engenheiros.

04 dez

O Vestibular é amanhã, e agora?

Durante o ano todo os candidatos se preparam para o Vestibular e, após muito estudo, revisões e simulados, o grande dia chegou. Separamos algumas dicas simples que podem te ajudar e evitar que corra riscos desnecessários no dia da prova:

2863792011_2faaca0d5aUma boa noite de sono

Durma cedo no dia anterior à prova e tome um banho ao acordar para despertar. Se alimentar é importante, então tome um bom café da manhã, mas nada pesado que te deixe com sono novamente.

alarm-clock-155187_960_720

Chegue com antecedência

A ordem é “Programe-se”. Imprevistos acontecem e chegar com antecedência nunca é um ponto negativo. Lembre-se que você deve conferir em que sala realizará a prova e para isso é preciso tempo.

395px- Korean_Traffic_sign_(Follow_Directions).svg

Para chegar ao local da prova

Muitos vestibulandos moram em outras cidades, então cheque o local da sua prova e descubra como chegar lá e quanto tempo você levará. A FEI disponibiliza em seu site, rotas e informações sobre transporte coletivo para os dois campi, além de mapas com instruções. Acesse aqui: http://bit.ly/1lXKIv1

back-to-school-953250_960_720

Não esqueça seus documentos e materiais

Lembre-se que os candidatos podem levar apenas lápis, caneta e borracha. A apresentação do RG e do comprovante de inscrição é obrigatória para confirmar que você fez a sua inscrição.

7-Healthy-late-night-snacks-that-will-NOT-undo-it-allO que comer e o que vestir

O período máximo para realização da prova nos dois dias é de até 4 horas, então os candidatos são autorizados a levar lanchinhos rápidos. A nossa dica é que prefira lanches leves e esqueça sua garrafinha de água. Além disso, conforto é importante, então vista roupas adequadas para o clima do dia.

Boa sorte!

01 dez

CONHEÇA OS PROJETOS PREVISTOS PARA O PROEXT 2016

O Prof. Dr Ailton Pinto Alves Filho apresentará aos alunos as atividades de extensão em 2016. Os alunos interessados devem comparecer à Palestra “Micro-drenagem e infra-estrutura verde: solução para muitos objetivos ”. A palestra contará com a participação do Prof. Sr. Kurt Aman. Veja os projetos previstos para o PROEXT 2016:

  • Elaboração de sistemas para aproveitamento das águas pluviais, composto por a área de coleta (telhados) sistema de transporte (calhas) e instalações de armazenamento (cisternas);

 

  • Criação de módulos de baixo custo para aquecimento solar de água para banho e para posterior reuso para fins não potáveis, como irrigação jardins, supressão de incêndio e descargas de vasos sanitários;

 

  • Projetos de mini cisternas modulares para aplicação em quintais residências com pouca área externa;

 

  • Projetos de bombas de baixo custo para serem acoplados nos sistemas coletores;

 

  • Elaboração de dispositivos para percolação da água da chuva tais como trincheiras, valas de infiltração e bacias de infiltração para recarga dos aquíferos.

 

  • Implantação de estruturas não convencionais de tratamento de efluentes, para combate à poluição difusa, evitando a contaminação dos mananciais

 

  • Implantação de projetos de telhados verdes para população de baixa renda consistindo de camada vegetal sobre a laje impermeabilizada com manta asfáltica, podendo comportar também uma horta para consumo dos moradores

 

  • Implantação de jardins verticais e paredes verdes com elementos de isolamento térmico e de ajardinamento de áreas muito adensadas, carentes de áreas verdes e arborização

PROEXT_01dez2015

Curta nossa página no Facebook

Twitter