28 nov

Concurso Travessia celebra sua 10ª edição

45382059412_d52146fa9b_b

Para a FEI, o contato com alunos(as) do ensino médio é a porta de entrada para orientar milhares de estudantes que, amanhã ou depois, estarão nas dependências da Instituição disputando uma vaga em um dos cursos superiores oferecidos. Isso quer dizer que, essa porta de entrada, traz consigo grande responsabilidade e impacto, uma vez que envolve a decisão do futuro profissional desses(as) estudantes. Uma abordagem adequada, interessante e responsável faz toda a diferença.

É justamente a diferença que torna, então, o Concurso Travessia da FEI único e aguardado para muitos colégios do Ensino Médio. Criado em 2009 pelo Departamento de Engenharia Civil, a proposta principal do evento é desafiar jovens à criação de uma ponte, mas utilizando recursos um tanto quanto “simples”: palitos de sorvete, cola, clipes e barbantes. Além da criação, as pontes também são levadas a testes de peso, o que torna o desafio ainda maior. Frente à esta tarefa, uma série de conceitos teóricos de Engenharia, principalmente Física, é aplicada à ponte para que esta seja construída de maneira adequada. E é nesse ponto que o Concurso Travessia conquista os estudantes: ele apresenta a Engenharia na prática de maneira lúdica.

45382060812_665e784a52_b

Realizado nos dias 04 e 05 de outubro, no campus São Bernardo do Campo, a edição de 2018 celebrou 10 anos de evento e, por isso, proporcionou aos participantes alguns detalhes extras.

“Chegamos aos 10 anos e para nós é uma grande felicidade. A 10ª edição tem um significado muito especial, pois as pontes têm a condição de serem em vários tipos: modelos já utilizados no ano passado e também modelos novos. Acho que é um grande estímulo, de fato”. Comenta o professor coordenador do curso de Engenharia Civil da FEI, André Kurt Pereira Amann.

45382061502_57deabb336_b

Os(as) alunos(as) participantes não estão sozinhos neste desafio, os professores os acompanham, vibram juntos e reconhecem: “Esse Concurso Travessia é muito importante, porque os alunos conseguem aplicar na prática o que eles aprendem em Física, Matemática. E depois o interesse deles [por essas matérias] fica ainda maior em sala de aula”, comenta Márcio Luís da Silva, professor de Física do Colégio da Polícia Militar de Santo André/SP.

No vídeo abaixo, veja depoimentos dos participantes do Concurso Travessia 2018.

Todas as fotos do evento podem ser vistas neste link.

Até o próximo post 😉

 

14 ago

Coordenador de Ciência da Computação da FEI é nomeado em associação internacional de robótica

Prof. Flavio Robocup

O coordenador do curso de Ciência da Computação da FEI, Flavio Tonidandel, foi nomeado como membro do Conselho de Curadores da RoboCup Federation, uma das associações de robótica mais importantes do mundo.

A RoboCup Federation é uma associação internacional, sem fins lucrativos, que comanda e gerencia os eventos da RoboCup em todo o mundo. A RoboCup é o maior evento do mundo de robótica e o time Robô FEI sempre se destaca nas competições. Conheça mais no vídeo abaixo:

Além da RoboCup, outro evento de destaque organizado pela associação é o Simpósio Científico anual de Robótica. Essa conquista reforça a influência e importância da FEI na área de robótica e inteligência artificial, reconhecida no Brasil e no mundo.

O Blog da FEI deseja boa sorte ao professor Flavio! É uma honra para a Instituição fazer parte dessa história. Leia mais aqui!

Até o próximo post 😉

24 jul

Engenheira FEIana é peça-chave na BMW do Brasil

Orgulho FEI_BMW

O sucesso de alunos do Centro Universitário FEI é sempre motivo de orgulho e fonte de inspiração para outros estudantes, professores e funcionários da Instituição. Hoje, apresentamos neste post a Engenheira Mecânica Gleide Souza, formada pela FEI, que tem recebido destaque por suas contribuições ao País, nos avanços das regulamentações e investimento para carros autônomos.

Gleide possui um rico histórico profissional e de conquistas. Foi contratada pela BMW em 2007 com a missão de manter um bom relacionamento com fornecedores do mundo todo, além de coordenar compras internacionais. Após 5 anos, o seu desafio era encontrar um local para a empresa alemã fabricar seus carros no País, frente às adversidades burocráticas, de impostos e legislações. E o êxito dessa árdua missão fez nascer a fábrica da BMW na cidade de Araquari, em Santa Catarina e rendeu um novo direcionamento profissional à Gleide: ela se tornou Diretora de Relações Governamentais da BMW no Brasil.

E os avanços não param!

Agora, em 2018, a BMW deu início à produção do primeiro carro semiautônomo do Brasil. O modelo é o utilitário-esportivo X3 M40i, versão mais equipada do xDrive30i X Line.

2018-bmw-x3-m40i-4

Para a FEI, é uma honra fazer parte da história profissional de Gleide Souza. Leia toda a trajetória da Engenheira FEIana neste link.

18 jul

FEI & Cisco – Tecnologia conectando alunos e professores ao ensino digital

Campus Predio A_Tweet

Para o Centro Universitário FEI, é muito importante que a estrutura tecnológica da Instituição esteja adequada às demandas dos alunos e professores. Há dois anos, uma parceria com a Cisco, uma das maiores empresas de tecnologia e segurança de dados do mundo, foi fechada e proporcionou importantes mudanças ligadas ao sistema administrativo, acadêmico e digitalização do ensino.

Além de aumentar o desempenho do TI, o projeto também implantou recursos de automatização que foram fundamentais para otimização do tempo da equipe de TI, podendo assim melhorar e oferecer novos projetos aos estudantes.

Screenshot_3

Com foco em inovação, a FEI tem crescido a cada ano e, como consequência, essa demanda não era mais atendida pelo sistema antigo de tecnologia. Não investir na renovação desse sistema é não estar alinhado ao direcionamento pincipal da Instituição: seguir as megatendências.

Na mudança, 16 máquinas foram substituídas. E o armazenamento que antes era de 35 Terabytes, agora passou a ter 60 TB. Assim, docentes, discentes e a equipe administrativa, conseguem acessar a informação que precisam com mais velocidade, enquanto a FEI ganha espaço para crescer.

Assista no vídeo abaixo mais detalhes sobre toda essa evolução tecnológica:

05 jun

Engenharia FEI promove Desafio da Ponte Estaiada

1

As mudanças do mercado de trabalho têm exigido habilidades flexíveis os profissionais. Na Engenharia, por exemplo, criar soluções que tornam a vida em sociedade mais prática depende da união de conhecimentos entre as áreas: mecânica, elétrica, materiais, química, têxtil, civil, produção e automação, além de muitos outros aspectos.

Preparando os alunos para esse cenário, o professor do departamento de física da FEI, Antonio Santoro, promoveu aos alunos de Engenharia o “Desafio da Ponte Estaiada”, no qual os estudantes devem pesquisar diferentes modelos, projetar e construir pontes estaiadas. Os trabalhos são avaliados de forma prática, submetidos a testes de pesos e regras preestabelecidas. À primeira vista, parece ser um projeto somente da Engenharia Civil, porém, os alunos logo notam que construir tal protótipo (assim como em construções reais) requer a integração e trabalho de todas as áreas do conhecimento da Engenharia: multidisciplinaridade.

“Nós percorremos os prédios da FEI, laboratórios como mecânica, civil, aprendemos utilizar algumas máquinas. É importante essa troca de conhecimento”, comenta o aluno William Trindade, de Engenharia Mecânica, que participou do desafio.

Veja mais no vídeo abaixo:

Curta nossa página no Facebook

Twitter