28 ago

Aluno de Engenharia Elétrica ganha intercâmbio na China e conta sua experiência

Vinicius Cunha, aluno de Engenharia Elétrica da FEI, foi selecionado para um intercâmbio de duas semanas na China

1 Seeds

Vinicius Cunha, aluno de Engenharia Elétrica da FEI

Tão logo um estudante inicia sua vida universitária, uma série de desafios começa a se formar e, aos poucos, vai tomando conta da caminhada acadêmica. Cada oportunidade de crescimento deve ser valorizada e pequenos passos podem fazer uma grande diferença.

O aluno Vinicius Cunha, do 12º ciclo de Engenharia Elétrica, com ênfase em Telecomunicações, está se formando na Instituição e já possui incríveis histórias para contar, além de um jovem currículo promissor.

Como prêmio por seu bom desempenho durante o estágio, Vinicius foi escolhido e participou do programa “Seeds for the Future”, promovido pela empresa onde trabalha, a Huawei, fornecedora líder mundial de soluções e tecnologia da informação e comunicação.

O programa visa incentivar estudantes oferecendo um estágio de duas semanas na China, conhecendo todas as instalações da sede da empresa, aprendendo sobre as principais tendências e tecnologias que ainda não fazem parte do mercado. Uma experiência única!

4 seeds

O Blog da FEI conversou com Vinícius para saber mais sobre a viagem. Confira:

– Visitando a China, o que você notou de diferença cultural no aspecto profissional?

O ritmo de trabalho chinês é maçante, porém muito produtivo. Conheci alguns casos de estudantes que, durante o estágio de férias escolares, realizam uma jornada de 6 dias de trabalho por semana, por um período de 12 horas cada dia. Um hábito que achei muito interessante e eficiente é o uso de 2 horas para o almoço, sendo uma parte dedicada para um cochilo. A eficiência do trabalho após o horário de almoço é muito maior por conta deste tempo de descanso.

3 Seeds

– Você visitou modernos laboratórios e centros tecnológicos voltados para a Engenharia Elétrica, com ênfase em Telecomunicações. O que mais chamou sua atenção no que diz respeito às novidades?

O que mais me chamou atenção foram as soluções para a implementação das redes 5G, e como sua velocidade de conexão atingida é fundamental para a construção de Smart Cities. Com a chegada prevista do 5G em 2020, o uso de carros autônomos, por exemplo, será muito mais viável e seguro, além de soluções apresentadas para as áreas de segurança e saúde que serão possíveis de implementar, tornando assim tudo conectado.

Tive a oportunidade de conhecer o Exhibition Center da Huawei, onde pude experimentar em primeira mão um jogo multiplayer de realidade virtual através de uma conexão 5G. A experiência além de muito divertida foi impecável tratando-se de performance e tempo de resposta.

7 seeds

– Fazer um estágio tem como objetivo desenvolver o estudante para integrá-lo ao mercado de trabalho, ainda na graduação. Qual dica você daria para os estudantes que ainda não começaram a estagiar?

Atualmente está muito difícil de conseguir se colocar no mercado de trabalho por consequência da crise econômica que enfrentamos no País, portanto, é importante que desde o início da graduação, o aluno busque adquirir experiência profissional. A dica que dou é de que os alunos priorizem o estágio ao tempo de formação, buscando cursar uma área ou em um período que dê flexibilidade para uma dedicação maior ao estágio, pois essa experiência se tornará um diferencial no futuro.

 Além da experiência profissional, o aluno precisa se qualificar para poder competir no mercado, que está a cada dia mais exigente em relação à certificações e a nível de conhecimento. É interessante que o aluno tenha em mente a área em que deseja atuar e pesquise quais as certificações necessárias para se destacar nessa área, obtendo assim mais oportunidades de trabalho.

No meu caso, iniciei a graduação no período diurno, mas para que fosse viável realizar um estágio, realizei a troca para o período noturno, atrasando assim a minha formação em um semestre por conta de conflito de cronograma entre os períodos. Sem dúvida foi a melhor escolha a ser feita, porque se não fosse por isso, eu não teria tido a oportunidade de estar na Huawei e de participar deste programa.

5 seeds

– Como a FEI contribui para a sua formação? Você percebe que ser aluno da Instituição o valoriza no mercado de trabalho?

Nós nunca estaremos totalmente preparados para enfrentar algo novo, mas a FEI nos capacita para enfrentar novos desafios.

Acredito que a FEI realiza muito bem o seu papel e serve como uma grande escada para alcançarmos nossos objetivos, mas nós que precisamos dar os passos. Ser aluno da Instituição valoriza ao ingressar no mercado de trabalho, mas devemos sempre estar nos atualizando sobre os assuntos da área e buscando certificações para nos tornar profissionais diferenciados.

– Dentro de alguns meses você concluirá a graduação. Quais os seus planos para o futuro?

Após me formar este ano, pretendo estudar uma nova língua e espero alcançar a tão sonhada contratação. O programa me instigou a estudar mandarim, e estão em meus planos também alguns cursos referentes as áreas de TI e de redes.

Me preocupa muito, tendo em vista a situação atual do país, o meu futuro profissional, mas não irei parar de me capacitar e de lutar pelos meus sonhos.

8 seeds

O Blog da FEI deseja muito sucesso ao Vinicius! E que sua história compartilhada aqui sirva de inspiração para todos os estudantes da Instituição: acreditem no seu potencial e não parem de buscar seus objetivos!

Até o próximo post 😀

17 ago

Robôs em ação na Olimpíada Brasileira de Robótica

Evento realizado na FEI reuniu alunos do ensino fundamental e médio em competição de robôs.

2

Enquanto a esteira do robô o locomovia pela arena da competição, olhos brilhantes e atentos rezavam, esperando que a máquina superasse os desafios apresentados. Aqueles minutos de prova simbolizavam o trabalho realizado durante um ano todo. Era tudo ou nada. A classificação para a próxima etapa estava a poucos obstáculos de distância. Ao redor da arena, o clima de torcida deixava a competição ainda mais emocionante. Com câmeras e bandeiras na mão, pais, amigos e professores vibravam a cada conquista, sofriam a cada pane do sistema. Mas a todo momento, as palavras de apoio mantinham a confiança lá no alto, assim como o orgulho: mais um ano de alunos na OBR – Olimpíada Brasileira de Robótica.

5

Nos dias 11 e 12 de agosto, no ginásio de esportes da FEI, a etapa regional da OBR colocou diversos robôs em ação, promovendo a interação de crianças e adolescentes participantes. O evento tem como objetivo estimular alunos do ensino fundamental e médio a conhecerem e trabalharem na área da robótica e inteligência artificial.

De acordo com um dos organizadores, Prof. Flávio Tonidandel, também coordenador do curso de Ciência da Computação da FEI, receber esses adolescentes na Instituição é uma ótima forma de promover um intercâmbio tecnológico, uma vez que a FEI é uma grande referência na área de robôs, onde alunos de graduação e pós-graduação podem interagir com estudantes do ensino médio.

6

Para os alunos, a participação na OBR vai além da construção dos robôs. Formar uma equipe, planejar, desenvolver e programar um robô, permite a esses jovens adquirir, ou evoluir, habilidades além do aprendizado em sala de aula.

“A minha experiência com matemática melhorou bastante. Eu criei muitos amigos de diferentes escolas. A minha fala melhorou bastante, agora eu sou mais comunicativa” – Comentou a aluna Bárbara Ferreira, do SESI.

3

Uma característica que surpreende na OBR é o fato dos robôs serem autônomos, ou seja, não há nenhum controle remoto, é tudo programado. Todos os movimentos e obstáculos que os robôs têm que cumprir na arena, devem ser feitos a partir de uma programação previamente feita. Uma vez inserido no campo de prova, o que resta para a equipe é torcer e vibrar pela classificação.

Os times vencedores participam da etapa nacional, podendo se classificar para competições maiores, como a Robocup Júnior.

Veja mais na reportagem produzida:

Confira o álbum completo de fotos.

O Centro Universitário FEI tem o prazer de sediar a OBR e, assim, incentivar crianças e adolescentes no mundo da robótica. Boa sorte a todos os participantes!

28 jul

AeroDesign FEI: voando alto em conhecimento.

Projetando aeronaves rádio-controladas, alunos do Centro Universitário FEI se desenvolvem no ramo aeronáutico, participando também de grandes campeonatos nacionais.

Areo Blog 1

Grandes desafios não faltam para alunos do Centro Universitário FEI. Além do conhecimento adquirido em sala de aula, formando profissionais capacitados nas áreas de Engenharia, Administração e Ciência da Computação, os projetos e atividades extracurriculares são ótimas oportunidades de evoluir ainda mais o aprendizado, vivenciando na prática o dia a dia do mercado de trabalho.

Essa é a realidade dos alunos que participam do projeto AeroDesign FEI, que proporciona o desenvolvimento dos estudantes de engenharia no ramo aeronáutico. Em particular, o AeroDesign se destaca, pois, sua demanda de trabalho enriquece sobremaneira os currículos dos alunos, uma vez que não há na grade curricular da FEI a disciplina de Engenharia Aeronáutica; entretanto, esse fato não descredencia nosso Centro Universitário frente às outras instituições, uma vez que a equipe sempre se destaca por seus trabalhos, inovações e projetos realizados.

Aero Blog 2

Uma prova desse destaque se dá pelos méritos. Por exemplo, graças ao centro de laboratórios mecânicos bem estruturados e conhecimento agregado da equipe, o Centro Universitário FEI é a única instituição que tem a permissão de fabricar a própria hélice, sendo também o único em nível nacional a desenvolver um sistema que reduz a rotação do motor, possibilitando um aumento no torque e a utilização de uma hélice maior, com maior tração. Além disso, todo esse conhecimento é colocado à prova: o time participa da competição nacional SAE Brasil AeroDesign, nas categorias Micro e Regular, figurando entre os melhores do País, em 3º e 7º lugares, respectivamente.

Aero Blog 3

Para saber mais, acompanhe o AeroDesign FEI no Facebook

Até o próximo post 😀

 

28 jun

FEI Portas Abertas promove uma imersão universitária para alunos do Ensino Médio

Portas

“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”  – Peter Drucker – Escritor, professor e consultor austríaco.

O período de transição entre o ensino médio e a graduação é muito impactante na vida dos adolescentes. Além do compromisso com os estudos para uma boa colocação no vestibular, escolher o curso e a área de formação profissional traz à tona uma diversidade de dúvidas e questionamentos.

Como é a rotina em uma faculdade? Qual o tipo de atividade vou desenvolver em laboratórios? Como escolher a faculdade certa com tantas instituições disponíveis no mercado?

Pensando nisto, o Centro Universitário FEI promove todo ano o evento FEI PORTAS ABERTAS, que tem como principal objetivo receber alunos, professores e escolas do ensino médio, além de visitantes em geral, para conhecerem toda a infraestrutura da Instituição através de mais de 100 atividades, como: workshops, experiências em laboratórios, oficinas, pesquisas e projetos dos cursos de Engenharia, Administração e Ciência da Computação.

portas2

Como o próprio nome sugere, as portas estão literalmente abertas ao público. Os visitantes são recebidos na entrada e, divididos por grupos, são guiados por monitores, estes formados por alunos e professores da FEI, que os guiam por todo o campus apresentando cada dependência e suas características, espaços destinados a cursos e pesquisas.

Uma das principais novidades da última edição, realizada em 13 de maio de 2017, foi o desafio FEI Escape: uma sala cheia de enigmas onde o grupo precisa decifrar códigos e pistas complexas, dentro de um tempo especificado, para sair do ambiente. Esse jogo foi projetado pelo Departamento de Ciência da Computação, junto de alunos da graduação e pós-graduação.

escape 2Escape

Para os interessados em Engenharia, diversos projetos criativos proporcionam o conhecimento e acesso a um mundo de ideias, apresentando na prática os desafios que fazem parte da rotina dos alunos da FEI, como: Fórmula FEI, um veículo tipo fórmula que participa de competições; FEI Baja, um veículo off-road projetado e desenvolvido por alunos para as competições nacionais e internacionais do BAJA SAE; AeroDesign, que desenvolve o aluno no ramo aeronáutico, entre outros.

Foto Mec JPEG

Além disso, os visitantes passam também por laboratórios de Engenharia de Materiais, Química, Civil, Têxtil, Automação e Controle, Produção e Elétrica. Durante toda a visita, o contato com alunos e professores da Instituição permite aos jovens conhecerem um pouco do dia a dia de um estudante universitário, rotina que muito em breve será realidade também para eles.

Outros

Para os interessados na área de Administração de Empresas e Gestão, workshops e oficinas são oferecidos com detalhes do plano pedagógico e visão de futuro da FEI. É importante destacar a necessidade de trabalhar a visão crítica e o espírito de empreendedorismo já no primeiro ano da graduação, alinhado ao conhecimento teórico necessário.

“A experiência foi sensacional. Até poucos dias atrás, eu estava em busca de uma Federal (…). Entretanto, a estrutura da FEI, professores e ambiente, me fizeram ficar em dúvida. Obrigado por nos receber e abrir suas portas para nós, jovens”. Comenta Caio Rodrigues Vieira, visitante do evento.

Um outro grande influenciador para alunos do ensino médio é o próprio professor que convive diariamente com esses jovens e, de certa forma, os conduzem até a porta do vestibular. Para estes profissionais, além da visita normal ao evento, há um diferencial. O FEI Portas Abertas promove palestras exclusivas para o corpo docente das escolas, apresentando a importância da orientação e, principalmente, visão de futuro. Como bons formadores de opinião, é importante entender a missão e objetivo nos quais a FEI está inserida: formar profissionais do futuro.

Ciencia

A 9ª edição do FEI Portas Abertas teve recorde de público recebendo mais de 4.500 pessoas. Sempre à frente, a expectativa para 2018 é ampliar ainda mais este público e as atividades.

Confira no vídeo como foi o Portas Abertas 2017.

Veja as fotos do evento neste link

23 jun

Inova-FEI traz diversidade de soluções e ideias

Inova Blog

O fim do semestre é marcado por provas, entregas de trabalhos e rotinas severas de estudo. Mas, para alunos que estão concluindo o curso e iniciando a vida profissional como formados, o desafio é ainda maior!

Esse desafio é chamado de Inova-FEI, evento que reúne os Projetos de Conclusão de Curso dos formandos em Engenharia Química, Civil, Automação e Controle, Elétrica, Produção, Têxtil e Ciência da Computação.

Print Blog

Centro Universitário FEI recebe visitantes no InovaFEI – 2017

Essa diversidade de áreas do conhecimento promove um evento eclético cheio de ideias inovadoras e protótipos interessantes, que recebem a visita de ex-alunos, professores, familiares e, em especial, profissionais do setor, que além da visita fazem também a avaliação dos trabalhos.

No fim da noite, os melhores projetos são premiados com troféu e o reconhecimento do corpo docente presente.

Confira os trabalhos vencedores:

  • Ciência da Computação

2º lugar – Sistema Preditivo de Recomendação Baseado em Filtros Colaborativos e Clusterização

Sistema Preditivo em Filtro

Alunos do projeto Sistema Preditivo de Recomendação Baseado em Filtros Colaborativos e Clusterização

Este projeto propõe a previsão mais precisa sobre o comportamento, gostos e preferências, dos usuários na internet cujo espaços publicitários são cada vez mais valorizados de acordo com essa demanda. Sendo assim, a ferramenta promete identificar esses comportamentos com mais precisão, com o objetivo de sinalizar esses espaços valiosos para o mercado.

1º lugar – Serviço de infraestrutura para Controle Parental em Aplicativos Mensageiros

Sicpam

Alunos do projeto Serviço de infraestrutura para Controle Parental em Aplicativos Mensageiros

A utilização da internet trouxe inúmero benefícios para a sociedade, em todos âmbitos, pela velocidade da informação e possibilidade de interação. Porém, um ponto sempre preocupante dessa realidade é a segurança e privacidade, especialmente nos serviços de mensagens. Este trabalho tem como objetivo garantir aos pais a segurança de crianças que utilizam esse serviço, coletando os dados enviados e armazenando-os para uma averiguação de segurança, permitindo assim a identificação de terceiros má intencionados para com menores de idade.

  • Engenharia Civil

1º lugar – Análise Geotécnico-estrutural de Deformações e Esforços em Barragens de Enrocamento com Face de Concreto

Enrocamento

Alunos do projeto Análise Geotécnico-estrutural de Deformações e Esforços em Barragens de Enrocamento com Face de Concreto

O objetivo deste trabalho é efetuar análises de tensões e deformações em Barragens de Enrocamento (um maciço composto por blocos de rocha compactados) com face de concreto (BEFC), através do Método dos Elementos Finitos (ANSYS)

  • Engenharia de Elétrica e Automação e Controle

2º lugar – Sistema de Auxílio para Compras em Varejo

Spezio

Alunos do projeto Sistema de Auxílio para Compras em Varejo

Este trabalho consiste em um sistema de promoção e compra em varejo a partir de dispositivos móveis, permitindo que o usuário realize as compras, acesse promoções e ofertas e dicas em geral

1º lugar – Sistema Inteligente de Gerenciamento de Manutenção Automotiva

Sigma

Alunos do projeto Sistema Inteligente de Gerenciamento de Manutenção Automotiva

Esse criativo e amplo sistema permite que o usuário faça toda a prevenção de seu veículo. O Sigma é composto pelos seguintes módulos de hardware e software:

 – Central Eletrônica modular para o gerenciamento de dados e comunicação;

 – Interfaces modulares e expansíveis para a leitura dos sensores automotivos;

 – Aplicativo de smartphone (Android) para o monitoramento e interpretação dos dados apresentados ao usuário.

  • Engenharia de Produção

2º lugar – Proposta de Custeio de Procedimento Médico Coronário Aplicando Método ABC e Custo Efetividade.

metodo abc 2

Alunas do projeto Proposta de Custeio de Procedimento Médico Coronário Aplicando Método ABC e Custo Efetividade

O objetivo desse trabalho é discutir a gestão de custos do setor de saúde e aplicar o método de custeio ABC, afim de apoiar o gerenciamento dos custos de procedimentos hospitalares, permitindo qualificar as explanações relacionadas com o aumento/redução dos gastos.

1º lugar – Melhoria da Eficiência em uma Linha de Indústria de Autopeças

trabalho

Alunos do Projeto Melhoria da Eficiência em uma Linha de Indústria de Autopeças

Cada vez mais comum no mercado, otimizar os custos e trazer inovações em uma linha de produção é o objetivo de diversas indústrias e empresas. Este trabalho apresenta uma proposta de pequenas mudanças na linha de produção de serviço para atingir esses objetivos, buscando novos caminhos. O estudo foi realizado a partir de uma das maiores empresas de autopeças, onde um problema de produção e distribuição foi identificado.

  • Engenharia Química

2º lugar – Comparação entre os Tratamentos por Esgotamento e Membrana para a Água Ácida Proveniente de Refinaria de Petróleo

trabalho quiimica

Alunos do projeto Comparação entre os Tratamentos por Esgotamento e Membrana para a Água Ácida Proveniente de Refinaria de Petróleo

O objetivo deste trabalho é avaliar e comparar alternativas de processo para o tratamento de águas ácidas das refinarias de petróleo, como Esgotamento (Stripping) e por Membrana. Otimizar custo e gasto energético é uma das principais metas.

1º lugar – Estudo da Extração da Quercetina a partir da Cebola Roxa e seu uso como Conservante Alimentar Natural

Cebola

Alunos do projeto Estudo da Extração da Quercetina a partir da Cebola Roxa e seu uso como Conservante Alimentar Natural

A Quercetina, flavonóide natural que possui propriedades farmacológicas, é encontrada na cebola roxa e este complexo estudo traz orientações sobre a melhor maneira para realizar a extração dessa matéria, como a temperatura ideal, por exemplo.

  • Engenharia Têxtil

2º lugar – Análise do Efeito de Estampas por Sublimação em Malhas de Poliéster

malha

Aluna do projeto Análise do Efeito de Estampas por Sublimação em Malhas de Poliéster

O transfer é um dos procedimentos mais famosos na produção de camisetas em geral. Este trabalho tem como objetivo analisar a influência da variação do número de filamentos nos fios de poliéster de mesmo título, na cor, na solidez à lavagem entre outros pontos, das malhas submetidas a estampa transfer em cores intensas e de grande cobertura.

1º lugar – A Utilização da Impressora 3D na área Têxtil

impressora

Aluno do projeto A Utilização da Impressora 3D na área Têxtil

Com os rápidos avanços tecnológicos, as famosas impressoras 3D já são realidade hoje em muito setores. Este trabalho tem como objetivo realizar um estudo sobre as possibilidades da utilização de uma impressora 3D para a área têxtil.

Nós do Blog da FEI parabenizamos a todos os alunos por toda criatividade, emprenho e, agora, título de profissionais formados pela FEI!

Assista também à reportagem:

 

Curta nossa página no Facebook

Twitter